NOTA: 4.0

Mais uma saga de Gosick concluída. Dessa vez, Victorique resolve os mistérios que cercam seu passado e o presente. Mas ainda restam muitas perguntas no ar…

Sinopse:

Mais um dos três amigos é morto, desa vez o líder do vilarejo foi atirar nos lobos e acabou por acertá-lo. Apesar disso ele alega inocência. Não passa muito tempo e Victorique explica todos os crimes:

Os três amigos eram ladrões e o que sobrou tinha matado os outros dois para ficar com o lucro.

Ah, o Grevil aparece nesse episódio também. Ele até fala um pouco com a Victorique no final.

Voltando ao episódio, Victorique arma uma ‘encenação’ para enganar o culpado e fazê-lo confessar. Kujou se fantasia de espírito e fala com a empregada que ‘veio do outro mundo para se vingar’ e ela confessa o crime.

Victorique agora explica que quem matou o antigo líder do vilarejo é a tal empregada com cara de psicopata. Ela se escondeu no relógio do estúdio do antigo líder e, usando as moedas de ouro que ele guardava lá dentro como distração, apunhalou ele pelas costas. Depois se escondeu de novo no relógio e esperou que alguém descobrisse o corpo. A empregada explica que na época, quando tinha seis anos, o líder, fazendo papel de vidente, havia dito que ela só viveria mais 20 anos. Então ela matou o líder para fugir disso.

Ela encendeia a ponte que liga o vilarejo à floresta e termina por cair da ponte num abismo escuro, exatamente com 26 anos de idade. Kujou cai da ponte, mas Victorique o salva na cena mais dramática do episódio.

No fim os dois, Grevil, a irmã ladra e um ex-morador do vilarejo abandonam o vilarejo enquanto a ponte cai e vão-se para a cidade. Esse ex-morador também revela ao Kujo que ele e a Victorique fizeram a mesma pergunta ao vidente (se eles vão ficar juntos para sempre).

Em cima de uma pedra aparecem o mágico que aparece na OP e no episódio 6 (e que parece ser, de acordo com flashbacks, quem trouxe energia elétrica ao vilarejo) e quem se deduz ser a mãe da Victorique, visto que o mágico diz ‘veja seu pecado sendo queimado até não sobrar nada’ se referindo à ponte do vilarejo.

Análise:


Um bom episódio. A série mantém seu alto padrão de qualidade e o feito impressionante de todos os crimes serem solucionáveis por nós, telespectadores (ao contrário de algumas outras séries…), o que torna tudo muito mais interessante, pois, até onde conferi, a série se mantém firme no Decálogo de Knox (quem já leu Umineko conhece. Se não conhece, leia aqui (em inglês)).

Nada a reclamar, mas também nada inovador ou chocante, ao contrário de algumas outras séries

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s