NOTA: 4.0

Através de nossas lembranças conseguimos construir o futuro. Mas, e se você perdesse essas lembranças? Se o seu tempo máximo de memória fosse um dia? Garanto que não seria nada legal. Esse é um dos conflitos presentes em Tales of Memories, fazendo dele um anime digno de ser lembrado.

Sinopse:

O anime tem duas histórias principais: uma é do Renji Aso e Chihiro Shindo, e a outra é do Hiro Hirono e Miyako Miyamura.

Chihiro Shindo é uma garota que tem perda de memória recente. Depois de um acidente ela passou a ter uma memória de somente trinta horas. Ela acaba conhecendo Renji Aso e os dois se tornam amigos. Então a história se segue mostrando o relacionamento de um garoto com uma garota que no dia seguinte não se lembrará mais de quem ele é.

Hiro Hirono é um estudante e mangaka nas horas vagas. Ele conhece a Miyako Miyamura, uma garota que sofre de um complexo de rejeição. Os dois acabam se gostando, só que tem uma pessoa aí no meio, Kei Shindo. Ela já é amiga de longa data do Hiro e também tem uma queda por ele. Hiro tem que fazer uma escolha entre piorar o problema de uma ou ferir uma longa amizade de outra.

Análise:

Pra ficar mais fácil de entender farei as análises de cada história separadamente.

A história de Chihiro mostra todas as crises que uma pessoa com perda de memória recente pode vivenciar. Fala sobre o susto de todas as manhãs, sobre a necessidade de um diário, e sobre problemas de personalidade.

Chihiro passou a ter memória limitada depois de sofrer um acidente. Nele também perdeu o olho esquerdo (por isso que ela usa curativo). Provavelmente levou um susto na primeira vez que se viu no espelho após o acidente. O problema é que a sua memória só dura trinta horas, então cada novo dia é como se fosse o primeiro dia. Tem uma cena que mostra a reação dela após se olhar no espelho. Na ocasião Renji estava lá e Himura (guardião de Chihiro) teve que acalmá-la. Himura falou pra Renji que essa cena acontecia todas as manhãs e, se ele estivesse disposto a manter um relacionamento com Chihiro, teria que enfrentar esse problema. Então o anime mostra esse conflito, Renji tinha que saber que o problema de Chihiro não era brincadeira. Ela não tinha nenhuma memória que servia de consolo, ela simplesmente acordava todas as manhãs e se assustava.

Todo final de dia, Himura orientava Chihiro a escrever no seu diário. O diário era o recurso mais próximo à memória que eles conseguiram encontrar. Então, sempre antes de dormir Chihiro escrevia no seu diário. No dia seguinte, após o susto, ela o lia.  Não substitui a memória, mas ela tinha que se conformar com o diário aceitando como o único relato dos seus últimos dias.

Podemos considerar a memória como um fator muito grande para a definição de personalidade. Por exemplo: Se hoje eu gosto de anime é porque está gravado na minha memória que um dia eu assisti um anime muito bom e muitos animes em seguida, então está gravado na minha memória a informação “Mirandex gosta de anime”. Mas, no caso de Chihiro? Sua memória dura só trinta horas, ninguém consegue definir sua personalidade com somente trinta horas de vida. Ela tinha o diário, mas não era suficiente para reproduzir sensorialmente as suas lembranças. Então o anime mostra esse conflito de Chihiro, ela sofria uma certa crise de identidade. Ela também tinha muito medo em relação a Renji, pensando que pra ele seria muito doloroso conviver com uma pessoa tão inconstante. O futuro dela era uma incógnita e ela tinha medo dele. Medo também de desenvolver um relacionamento com Renji porque os mesmos são baseados em lembranças.

A história de Chihiro é basicamente essa. Uma garota com uma memória de trinta horas, sofrendo uma crise de identidade e cheia de temores em relação ao futuro.

A história Miyako relata os problemas de alguém que se sente rejeitado, pois mostra o apego dela a Hiro e o desapego dele a alguém que lhe era muito apegado. (?)

Miyako era uma criança feliz que vivia feliz com a sua família. Só que os seus pais começaram a brigar e acabaram se separando. Obviamente ela ficou muito abalada, e diz ter desaparecido da vida de seus pais. As outras coisas que lhe davam alegria também desapareceram de sua vida. O anime ilustra essa crise como se a cor tivesse sumido do mundo dela. Ela vivia sozinha num mundo preto e branco. Até que um dia encontrou Hiro, o cara que deu cor ao seu mundo. Eles tiveram os seus passeios e suas conversas que proporcionaram uma alegria que Miyako havia esquecido faz tempo.

O problema surge quando a amiga de Hiro (Kei) começa a manifestar interesse por ele. Os dois são amigos desde a infância, e ela gostava de controlar a vida dele. Pra ela já estava tudo definido; os dois estudariam juntos, casariam, teriam filhos, viveriam juntos e tal. Mas surge o imprevisto chamado Miyako, que só vai se intensificando quando ela começa a perceber um interesse de Hiro por ela. Então o anime segue nessa linha, mostrando todos os conflitos que podem surgir desse triângulo amoroso. Obviamente, cresce a rivalidade entre as duas e no final Hiro faz uma decisão.

Além das histórias desenvolverem um bom drama, o anime no geral é de boa qualidade. Ele conta com um recurso peculiar de coloração, é bem interessante. Ás vezes os personagens ficam totalmente coloridos ou preto e branco, ou é o cenário que muda dando um efeito legal. O anime se dispõe de vários recursos pra ilustrar as crises que os personagens estão vivendo. Pode acontecer de você nem conseguir identificar o local onde eles estão. No inicio pode ser complicado, mas depois você se acostuma e curte o anime.

Anúncios

»

  1. Laís disse:

    Mateus!
    Poxa,ficou muito boa sua analise,e como estou começando a assistir o anime,foi bem esclarecedor! ^^
    Depois se voce puder, faça a analise do melodies tambem!! rsrs
    Valeu 🙂

  2. É TREZE HORAS! nao trinta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s