NOTA: 3.0

A série continua sem perder a qualidade. Desta vez para desvendar mistérios de personagens que eram secundários.

Sinopse:

A história segue cronologicamente com A Tale of Memories, mas também narra acontecimentos do passado. Como no primeiro, acontecem duas histórias simultaneamente:

Uma é sobre Himura Yuu e Amamiya Yuuko e a outra sobre Suuichi Kuze e Hayama Mizuki.

A história de Himura se desenvolve praticamente toda no passado, na época em que estava no colegial. Em “Memories” sabemos que ele é o guardião da Chihiro que mora numa igreja e está aguardando chegada de alguém. A Tale of Melodies desvenda o mistério desse personagem.

Quando era criança Himura perdeu sua irmã num incêndio. Então Yuuko tenta se aproximar de Himura como se fosse sua irmã. Ele não gosta da idéia e a rejeita dizendo que ninguém é capaz de substituir sua irmã. O tempo passa e eles se reencontram no colegial. No entanto, Yuuko passava por sérios problemas que foram intensificados por causa da rejeição que Himura lhe dera. A partir daí, o anime se propõe em contar a história de Himura tentando curar as feridas que tinha feito em Yuuko.

A história de Kuze acontece logo após “Memories”, no qual ele era um personagem apagado. Mas em A Tale of Melodies vemos Kuze passando um conflito muito intenso.

Kuze é um violinista profissional que parou de tocar depois de sofrer um ataque cardíaco durante uma apresentação. Seu problema era sério e os médicos disseram que ele poderia morrer num futuro ataque cardíaco qualquer. Ele fica abalado e passa a viver à base de remédios aguardando sua morte. Até que em um dia ele conhece Mizuki e começa a nascer um romance. A história continua mostrando o conflito que surge nessa situação: um jovem que aguarda sua morte sendo incomodado por uma garota que lhe dá vontade de viver.

Análise:

O anime é bom porque conta de forma satisfatória as histórias que não aconteceram no seu antecessor. Em “Memories” pouco se sabia sobre Kuze e o Himura era um personagem cheio de mistérios. Vendo “Melodies” você entende o porquê do Himura ficar aguardando alguém na igreja, entende o porquê da participação misteriosa de Yuuko em “Memories” e o porquê da pequena participação de Kuze no mesmo.

Os personagens que eram principais em “Memories” se tornaram secundários em “Melodies”, mas continuam participando. Dá acompanhar um pouco a continuação da história de Renji e Chihiro e de Hiro e Miyako. Se eles continuam ou não juntos, se estão ou não se dando bem…

O anime continua com o mesmo estilo, cheio de efeitos visuais. Mas em “Melodies” vale a pena destacar a trilha sonora de violino acompanhando a história de Kuze. Também vale a pena destacar algo que eu não tinha falado em “Memories”, mas é igualmente válido pra “Melodies”: a música de abertura é muito boa. Sem falar que a animação da abertura muda a cada episódio.

Comparando A Tale of Memories com A Tale of Melodies eu prefiro Memories. Achei sua história mais consistente e narrada de forma mais agradável. Mas, como um anime está totalmente conectado com o outro, foi difícil dar uma nota inferior a 4. Então eu prefiro considerar 3.0 como nota do anime isolado, e 4 como parte de “ef”. De qualquer forma, é um anime que eu aconselho assistir.

Anúncios

»

  1. Laís disse:

    Legal,Mateus! ;D

    ps: realmente o fato de mudar as aberturas é bem legal,só é ruim quando eu tenho vontade de ouvir alguma de novo,aí tenho que decorar em qual episodio era!rsrs
    Ja ne
    ^^

  2. Gabi-chan disse:

    Eu assisti primeiro o Melodies. Para ser sincera, quando eu busquei pelo Memories, eu não curti muito. Achei a 2ª temporada mais emocionante. E nossa! Como eu chorei. A carga de drama desse anime é imensa! ‘-‘
    Eu, pessoalmente, não gosto muito de animes dramáticos (nem nada que me dê um motivo certo para chorar – porque eu fico deprimida por uma semana, como fiquei com esse anime X’D). Mas devo admitir: gostando ou não de coisas trágicas, a história de Melodies envolve. u-u É praticamente impossível não se comover, muito menos assistir.
    Gostei muito do post! ^^
    E concordo contigo, a trilha sonora é linda! ❤

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s