NOTA: 4.0

Como o próprio nome diz, um anime sobre o cotidiano. O que o nome não diz é que é sobre o cotidiano de pessoas um tanto ou quanto fora do normal.

Sinopse:

Não tem muito o que falar aqui… Temos, pela primeira vez, a OP do anime. Nos é apresentado a maioria dos personagens e você vai perceber que nenhum deles é sequer um pouco normal.

Como no episódio piloto, a história transcorre em dois ‘ambientes’ diferentes. Na escola, com a Yukko, Mio e Mai agindo de uma forma que às vezes se assemelha com o real, mas geralmente extrapola. Na casa da ‘Professora’, com a robô criada por ela fazendo o máximo pra cuidar bem dela.

Uma cena que explica muito bem minha frase de abertura desse post, por exemplo, é logo no início do episódio, antes mesmo da OP, quando a robozinha está perseguindo um gato que fugiu com o peixe que ela estava preparando, e dá de cara com um estudante, causando uma explosão nuclear. Normal, acontece todo dia. Ou então numa cena curtinha, quando a Mai está no parque brincando com seu cachorro. Ela arremessa o frisbee e quando o cachorro está a alguns centímetros de pegá-lo, ela dá um belo de um tiro no frisbee, despedaçando-o.

Análise:

Bem, é uma série bastante divertida e, mesmo que não te faça gargalhar nem nada do tipo, tem o poder místico de, nos curtos vinte e poucos minutos do episódio, oferecer uma atmosfera agradável onde você pode relaxar e curtir um anime simples, sem nada muito complexo, assustador ou até mesmo triste demais.

Além disso, como não podia deixar de ser, tem o fator de identificação, sempre presente nas séries do gênero. Por mais que, como eu já disse, esse episódio seja fora do normal, ainda assim é possível se identificar com as duras e árduas decisões vitais pelas quais os personagens passam durante o episódio.

Pra concluir, temos um elenco bastante interessante de seiyuus. Devo confessar que só reconheci a dubladora da Mai (a famigerada Hanazawa Kana), mas tem algumas dubladoras que por mais que eu possa ter desconhecido, são igualmente interessantes, como a dubladora da professora (no sentido usual da palavra em português), da robozinha e da ‘professora’.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s