NOTA: 5.0

Um microondas ou uma máquina do tempo? Nas mãos de um cientista a sua comida pode voltar para o passado.

Sinopse:

Makise aparece de surpresa no laboratório e se interessa pelo experimento. Mas para que ela soubesse qual era o experimento Okabe fez com que ela se tornasse membro do grupo. Eles conectam o microondas com o celular e a mensagem “Okabe é um pervertido” retorna para o passado! Okabe se dá conta que está criando uma máquina do tempo e Makise, perplexa, vai embora. Daku mostra uma imagem de um acelerador de partículas da SERN, o LHC (Large Hadron Collider). Eles descobrem que SERN é uma organização européia de pesquisas nucleares e partículas físicas. Dizem que o LHC é capaz de gerar mini buracos negros, e, os mesmos são necessários para fazer uma viagem no tempo. Depois de muito esforço Daru consegue hackear o sistema da SERN. Eles não encontram nada sobre máquinas do tempo, mas encontram um tal de “Programa-Z”. Vêem que ele envolve experiências com mini buracos negros e o resultado foi morte humana.

Análise:

O episódio é muito bom, mantêm o suspense e o clima “cinzento” da série (digamos assim). Vimos algo inédito, Okarin conseguiu criar uma viajem no tempo propositalmente. Ou seja, um progresso enorme na sua pesquisa! No entanto, o episódio termina com resultados bem pessimistas. A pergunta que fica é: “E agora? O que fará Okarin?”

E Makise? Foi embora e não voltou mais. Ela se mostrou completamente diferente daquela pessoa segura do episódio anterior. Como ela vai agir agora que descobriu que é possível criar máquinas do tempo?

Mas talvez a maior dúvida fique em cima de John Titor. Ele aparece de novo, dessa vez viaja no tempo em busca do antigo PC conhecido com IBN 5100. Ele diz que em 2036 a SERN vai ter o domínio de toda ciência e tecnologia mundial e somente o IBN 5100 é capaz de evitar com que isso aconteça. A pergunta que fica é: “Como esse PC velho será útil para a missão?”. Titor fala que ele tem uma função escondida. “Que função é essa?”

Bem, Okabe fez progresso nas pesquisas e quem sabe em breve não vemos o nosso cientista favorito viajando no tempo? O que não pode acontecer é que ele morra na experiência… Na verdade pode sim, Makise já morreu há algum tempo e está bem viva hoje. Basta ocorrer uma mudança nas “linhas do tempo” e uma gama de possibilidades surge para a construção da história.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s