NOTA: 5.0

Bem vindo de volta a Hinamizawa. Será que você conseguiu resolver os casos do passado? Será que você alcançou um nível de conhecimento que te permita ser capaz de prever o que se desenvolverá nessa temporada? Ou será que você ainda está no escuro?

Sinopse:

Continuando de onde a primeira temporada parou, Higurashi Kai é o chamado ‘When They Cry 2‘ e é a conclusão da saga Higurashi. Dessa vez, temos uma noção mais geral do que está acontecendo em Hinamizawa, porquê tantas pessoas continuam morrendo e porquê, de repente, tudo acontece de novo. Como a primeira temporada, esta também é dividida em ‘capítulos’ ou ‘Episodes‘. São eles: Yakusamashi-hen, Minagoroshi-hen e Matsuribayashi-hen.

Finalmente nos é apresentado quem é o ‘assassino’ por trás de tudo e os motivos que levaram tudo a acontecer. O último ‘capítulo’ é realmente o final da série: Desculpem-me o spoiler, mas trata-se da Rika, junto com a Hanyuu, dando um último esforço pra tentar vencer as ‘forças do destino’ e criar um final feliz pra essa história.

Análise:

Quem leu Umineko Chiru considera, pelo menos em parte, a possibilidade de que toda a história de Higurashi não passe de um jogo entre a Lambdadelta e a Bernkastel. Sendo assim, não é de se estranhar o modo como a série pede, implora, clama para que seja tratada como uma novela policial. Podemos perceber, por exemplo, como a série não desrespeita o Decálogo de Knox e, se interpretarmos a série dessa maneira, fica muito fácil perceber o motivo que levou, por exemplo, a Hanyuu a não ajudar a Rika durante toda a séria (se ela ajudasse, seria uma contradição com a 2ª Lei de Knox). Assim podemos, portanto, concordar que o final de Higurashi é perfeitamente aceitável e passável.

A satisfação que a série nos dá quando assistimos ao último episódio e pensamos ‘puxa! Que história bem escrita!’ é incomparável e está presente aqui também, assim como em outras séries (como Madoka) e pra mim isso é o mais importante em um anime. Uma história que é capaz de virar a sua cabeça ao avesso e você ainda assim ficar completamente perdido e que, ao final, quando é tudo explicado você fica pensando ‘Era tão óbvio mas eu não percebi’ e é aí que entra a genialidade dos autores.

Vale reforçar o aviso: Uma ótima pedida, mesmo pra quem não gostou da primeira temporada. Esta temporada é mais ‘dramática’ e menos ‘assustadora’ ou ‘tenebrosa’ do que a primeira, mas nem por isso é pior.

Anúncios

»

  1. Feiqueman disse:

    “A satisfação que a série nos dá quando assistimos ao último episódio e pensamos ‘puxa! Que história bem escrita!’ é incomparável e está presente aqui também, assim como em outras séries (como Madoka) e pra mim isso é o mais importante em um anime.”
    Eu penso exatamente o mesmo.
    Acho que Higurashi no Naku Koro Ni Kai merece uma chance. Mas só uma dúvida. Se a série acaba na segunda temporada? Por que tem uma terceira, de OVA’s?

  2. Gradow disse:

    A dita ‘terceira temporada’ Higurashi Rei é cronologicamente após a segunda temporada, mas não foi lançada para PCs, só pra versão de PS2. Pretendo, futuramente, fazer um post sobre ela, mas o ‘drama’ da história acaba no Kai mesmo. O Rei é como se fosse, realmente, um OVA.
    O que realmente destaca Rei é que a história da Hanyuu é explicada.

  3. Dlanor A. Knox disse:

    Higurashi não respeita a 4° regra do decálogo de Knox pois se utiliza de uma doença desconhecida e confusa para explicar os eventos ocorridos, no caso a “Síndrome de Hinamizawa”.

    • Gradow disse:

      A quarta lei diz: “It is forbidden for unknown drugs or hard to understand scientific devices to be used.
      Mesmo que esqueçamos que ela se refere somente a DROGAS e não a doenças, e deixemos de lado que a explicação da Síndrome de Hinamizawa não foi, de forma alguma, complexa ou difícil de entender, consideremos por um instante que a Síndrome de Hinamizawa se encaixa como algo ‘proibido’ pela 4ª lei.
      Isso, contudo, deixa de ser verdade, já que na primeira parte de história é sugerido esquizofrenia ou alguma outra doença parecida contagiosa como explicação para tudo. Em outras palavras, a doença ‘Síndrome de Hinamizawa’ deixa de ser ‘desconhecida’ a partir desse instante, já que ela havia sido sugerida como hipótese.

      Portanto, se você se chama ‘Dlanor A. Knox’, muito prazer, eu sou Ushiromiya Battler, o Game Master.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s