NOTA: 5.0

Okabe entendeu depois de matar a Makise que a Makise tinha sido morta por ele, no entanto Okabe receberá ajuda do próprio Okabe para salvar a Makise, mas não impedindo que a Makise morra.

Sinopse:

Os quatro (Okabe, Daru, Mayuri e Amane) se reuniram no alto de um prédio como de costume e discutiram sobre o futuro da humanidade, que sofrerá no solo de uma Terceira Guerra Mundial. Amane estava com uma máquina do tempo diferente (graças a linha do tempo diferente) que era capaz de viajar para o passado e o futuro, sua missão era recrutar o Okabe para salvar a Makise e impedir a Terceira Guerra Mundial. Necessariamente, um dependia do outro, de alguma maneira a morte da Makise no presente momento culminará numa Guerra Mundial, então era de essencial importância salvá-la de uma morte iminente.

Okabe partiu para a missão junto com a Amane e voltou algumas horas para o cenário onde tinha acontecido o assassinato. Era de extrema importância não deixar que o seu “outro eu” o avistasse para evitar um paradoxo temporal, então Okabe passou cautelosamente pelos corredores até achar na sala do assassinato e se escondeu atrás das caixas para flagrar o assassino. E a pessoa que chegou junto à Makise era o pai dela, ela estava com uma tese sobre viajem no tempo e queria divulgar com o seu nome e o dele, mas ele ignorou e disse que colocaria somente o nome dele como autoria. Então daí surgiu uma briga alimentada pela inveja do pai e, tentando evitar o pior, Okabe entrou no assunto. Bem, o final da história todos nós sabemos: o pai da Makise saca a faca, Okabe pega a faca e em seguida mata acidentalmente a Makise.

Eles retornaram no tempo e Okabe estava perplexo porque sabia por experiência própria que nada poderia impedi-lo de causar esse destino cruel para a Makise. A sua morte encerraria o assunto, ele não poderia fazer mais nada; mas como uma luz no fim do túnel a esperança renasceu ao receber uma mensagem dele mesmo no futuro. A experiência que ele tinha acabado de vivenciar era necessária para cumprir os planos do Okabe do futuro. A mensagem era numa linguagem de Okabe para Okabe e se baseava em apenas uma idéia: salvar a Makise, mesmo não sendo capaz de livrá-la da morte.

Análise:

Poderia ser caótico o final, mas o anime entra numa nova jornada que promete muito e pode dar uma conclusão fenomenal para a história. De fato, ver Steins;Gate para chegar num final em que Okabe mata a Makise e acabasse mais ou menos aí, deixando aquela sensação de “Te peguei!” apesar de ser previsível, seria algo totalmente frustrante que me faria ganhar mais alguns gigas de espaço no meu computador deletando essa série. Mas como sempre, Steins;Gate introduz novas tramas muito interessantes que nos deixam cada vez mais ansiosos; e isso é uma façanha porque caminhando para o final normalmente se espera um encerramento condizente com o clima da última “jornada” (que no caso foi a dos D-mails). Agora se inicia outra missão, não tão dramática como a anterior, mas nada menos excitante. Aguardemos para ver as tramóias que nos esperam desses dois cientistas que constituem uma pessoa “fora do seu tempo”.

Link do episódio (legendado em inglês): Steins;Gate – Ep23

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s